SENSORES E FUSÍVEIS - Ensinando Elétrica | Dicas e Ensinamentos

Ensinando Elétrica  | Dicas e Ensinamentos

Blog dos Eletricistas do Brasil

News:

Home Top Ad

Post Top Ad

gifgifs.com

quinta-feira, 21 de abril de 2011

SENSORES E FUSÍVEIS

Olá amigos, hoje vou falar sobre sensores e fusíveis. Fiquem conosco até o final do artigo, espero que vocês gostem. Tenha todo nosso acervo técnico de elétrica em apostilas. Aproveite, não fique fora dessa !!
SENSORES

São dispositivos que indicam, através de contatos, o estado ou a posição de alguma variável. Exemplos:


- Chaves fim de curso ? Possuem contatos que são comutados por uma haste, que é acionada por uma parte móvel do objeto sob estudo, indicando assim a sua posição.


- Chaves bóia ? Comutam os contatos através do acionamento de uma bóia sobre um líquido. Existem também outros tipos de acionamento, (capacitivo, indutivo) e que servem para detectar altura de sólidos (grãos).


- Células foto elétricas ? Detectam a presença de luz, claridade.

- Sensores de aproximação ? Detectam através de raio infravermelho a aproximação de seres vivos.


- Detetores de pressão, vazão, umidade, calor ...

Publicidade:


FUSÍVEIS

São elementos de proteção contra curto-circuito que operam pela fusão de seu elo, que é o elemento especialmente projetado para se fundir com o aquecimento provocado pela passagem de corrente elétrica acima de determinado valor. Existem vários tipos, sendo os mais simples e baratos os dos tipos rolha e cartucho. O rolha é como um soquete de lâmpada, feito em porcelana, com o seu elo visível, sem proteção, feito de chumbo. O cartucho é aquele em que o elo é uma fita também de chumbo, envolta em um canudo de papelão.

Os mais sofisticados, caros, melhores e mais precisos são os Diazed e os NH, cujas características em comum são do elo ser feito de cobre e a fusão se dar em um ambiente cheio de areia, o que propicia fácil extinção do arco, fazendo com que cortem correntes de até 100 kA com segurança. Possuem também a sinalização de queima e são feitos nas versões rápido e retardado, sendo este último utilizado em circuitos de motores, não atuando indevidamente durante a partida, dos mesmos, instante no qual é solicitada uma corrente de 8 vezes a corrente nominal do motor.

O NH se assemelha ao cartucho sendo que a sua ligação com o resto da instalação é feita por lâminas, o que permite, se for ser instalado em caixa, fazer também a função de uma chave seccionadora. O diazed se assemelha ao rolha porém, para ser utilizado necessita de base, tampa, anel e parafuso de ajuste. O parafuso de ajuste é composto de um parafuso metálico que faz o contato elétrico e uma arruela de porcelana que tem o seu diâmetro variável de acordo com a corrente nominal do fusível, não permitindo que se coloque um de maior amperagem no lugar de um de menor amperagem (o fusível possui o seu terminal de contato com o parafuso de ajuste, com diâmetro variável de acordo com a sua corrente nominal).

Recomendamos:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários acima são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não representam, necessariamente, a opinião do Blog Ensinando Elétrica.

Post Bottom Ad

gifgifs.com