Contador de visita

enquete

Fale conosco

Senha seguidores

Zelamos pela qualidade, nada de publicidade e poluição visual, contribuem com nosso trabalho.

EPIs para eletricista - uma necessidade acima da norma




ANTES DE TUDO GALERA LEMBRE - SE  ------>>



Com a chegada da nova NR-10, foi uma corrida geral atrás de treinamentos, Equipamentos de Proteção Individual e ferramentas que atendessem às exigências da norma. É bem verdade que isso trouxe muitos benefícios para os profissionais da área, mas também é verdade que trouxe muito custo para as empresas. 
Comparando o custo de um uniforme normal x o uniforme (EPI) do eletricista, a diferença é considerável. Mas e o custo-beneficio? Se levarmos em conta que o custo de um acidente com lesão é altíssimo em todos os aspectos, então os EPIs para o eletricista são até baratos.
Analisemos dois cases reais de acidente envolvendo energia elétrica:
O primeiro acidente ocorreu antes da nova NR-10 e o outro depois da entrada em vigor da nova NR.


LEIA AQUI A NORMA NR-10 COMENTADA

Caso 1
Dois eletricistas estavam manobrando um disjuntor de alimentação de baixa tensão quando foram atingidos por arco-voltaico.
Resultado:
Queimadura de 2º grau em 50% do corpo dos dois eletricistas.
Perda material.

Veja imagens:




Caso 2 
Dois eletricistas estavam manobrando um disjuntor de alimentação de baixa tensão quanto foram atingidos por arco-voltaico.


Resultado:

Perda material.
Os dois acidentes são idênticos, então por que no primeiro caso tivemos graves queimaduras nos eletricistas e no segundo tivemos apenas perdas materiais?
É simples – os EPI’s evitaram as lesões! 

Portanto, fornecer os EPIs adequados aos funcionários pode até parecer um gasto desnecessário, mas depois de passar por situações como as citadas acima é que se dá o verdadeiro valor aos equipamentos de segurança. Se fôssemos comparar o custo dos dois acidentes, com certeza o dinheiro gasto com o primeiro case daria para comprar muitos EPIs.


Conclusão:

Os gastos com EPIs não podem ser encarados como despesas puras e simples, mas sim, como um investimento necessário para que no futuro o gasto não seja maior.
Deixar de fornecer ou comprar EPIs de baixa qualidade para os funcionários é a chamada economia burra. Você economiza hoje e gasta o dobro amanhã. Além disso, você poderá ter um funcionário incapacitado para o resto da vida. 
Não vale a pena economizar quando se trata de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional.

Trabalhe com segurança, veja informações abaixo de como trabalhar com segurança 



Utilizar equipamentos e cumprir procedimentos de segurança quando o seu trabalho exige mais cuidado para ser executado é essencial para a sua vida e saúde. Na semana passada, divulgamos aqui no blog instruções básicas para concretagem e, hoje, falaremos sobre instruções básicas de segurança para eletricista.

De acordo com o Manual de Segurança em Obras e Manutenção Predial, desenvolvido pela Gerência de Infraestrutura Administrativa - LI/IA, da Cemig as instruções abaixo devem ser aplicadas no trabalho de execução e manutenção de instalações elétricas.





Saiba quais são os equipamentos de proteção

. Calçados de segurança para eletricista: sem componentes metálicos;
. Capacete  de segurança com jugular classe B;
. Luvas de borracha para eletricista (de acordo com a atenção de trabalho);
. Luvas protetoras para luvas de borracha de eletricista;
. Óculos de segurança;
. Cinto de segurança tipo paraquedista (atividades desenvolvidas em alturas superior a 2 metros do solo)
. Cabo guia;
. Trava quedas.



Confira as instruções básicas de segurança:

. A execução e manutenção das instalações elétricas devem ser realizadas por trabalhador qualificado, supervisionado por profissional legalmente habilitado;
. Verificar se o circuito elétrico está desenergizado;
. Isolar as partes energizadas expostas dos circuitos elétricos;
. Ao religar chaves blindadas no quadro geral de distribuição, todos os equipamentos devem estar desligados;
. O eletricista é obrigado a usar roupas de algodão;
. Retirar todos os objetos de metal do corpo, como relógio, anel, correntes entre outros;
. Manter as ferramentas com cabos cobertos com materiais isolantes;
. O eletricista deve possuir aparelhos que identificam a energização da instalação;
. O eletricista deve estar apto a prestar primeiros socorros a acidentados, principalmente, recuperação respiratória e parada cardíaca;
. As ligações provisórias da obra devem estar afastadas do chão para evitara umidade e atrapalhar a circulação;
. Considerar todo o circuito como energizado antes de iniciar qualquer trabalho;
. É proibido amarrar os fios em vergalhões ou peças metálicas;
. O eletricista deve recolher toda a afiação que se tornar inoperante;
. As chaves elétricas, do tipo, faca, devem ser blindadas;
. As chaves blindadas devem fechar para cima de forma que os porta-fusíveis não fiquem energizados quando estas estiverem abertas;
. Os fios e cabos devem ser estendidos em lugares protegidos por calhas de madeiras, canaletas ou eletrodutos;
. Os fios e cabos devem ser fixados em isoladores, argolas, braçadeiras ou materiais isolantes;

Importante:

. Os fios, não protegidos por eletroduto, não devem atravessar paredes de alvenaria e sua fixação não deve ser feita com arame ou qualquer outro material capaz de cortar sua capa isolante.

. As chaves elétricas do tipo faca, blindadas não devem ser usadas para ligar diretamente os equipamentos, tais como: serra, betoneira e outros.

NÃO SEJA A PRÓXIMA VITIMA





← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Início

0 Perguntas e Comentarios:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo ao Blog Ensinando Elétrica, deixe sua duvida. que logo responderemos, vasculhe bem o blog tem muita coisa interessante e não se esqueça de virar seguidor e receber atualização de matérias no seu e-mail.

GUIA DO ELETRICISTA! FAÇA O DOWNLOAD

Livro Eletricista Manutenção Industrial

Quer aprender elétrica? clique aqui

Comandos Elétricos

TABELA DE MOTORES WEG

Perguntas do dia!

Perguntas do dia!

Perguntas do dia!